sábado, 10 de setembro de 2011

BASQUETE BRAZUCA, NAS OLIMPIADAS DE LONDRES 2012

Emoção, esta é a palavra para descrever o que foi este jogo entre Brasil e República Dominicana, no Pré Olimpico de Basquete. Nem nas classificações da seleção de futebol, para as copas eu tinha me emocionado (chorei) como hoje. Deve ser pelo fato, do basquete fazer parte do grupo de esportes amadores, onde os atletas se superam, alcançam limites em busca de um ideal. Essa seleção de basquete é com certeza um grupo unido, onde não há lugar para vaidades. O nosso treinador de origem argentina, é considerado disciplinador (Que para mim, é assim que deve ser), porém ele é justo. Tenham certeza, que ele não irá chamar os mascarados, isso mesmo mascarados Nenê e Leandrinho, que rejeitaram a nossa seleção por várias vezes e não colaboraram com estes atletas que deram o sangue na quadra, para levar nosso país de volta as olimpiadas. Só quem curte este esporte, sabe o que significa essa classificação, ver a nossa seleção disputar o campeonato contra os melhores do mundo. Se vamos trazer medalhas isto é uma outra história, mas, tenho certeza que vamos dar trabalho. No mundial do ano passado, perdemos por um ponto de diferença para os E.U.A., e se a Argentina conseguiu ser campeã com uma equipe competitiva e com vontade isto mostra, que o sonho do ouro olimpico não é utopia, porque estas mesmas qualidades nossos jogadores demonstraram, neste torneio e temos um trunfo nosso treinador, Rubén Magnano técnico campeão olimpico de 2004.
Os nomes a seguir, ficarão marcados na história do basquete brazuca: Marcelinho Huertas, Alex, Marquinhos, Giovannoni, Splitter, Marcelinho Machado, Hettsheimeir, Benite, Luz, Augusto, Nezinho e Caio Torres.

Londres aí vamos nós !


Foto: Agência AFP - Site Globoesporte.com 

Nenhum comentário:

Postar um comentário